hérnia inguinal

Hérnia inguinal: o que é, como identificar e tratar?

Hérnia inguinal é um problema que acomete a virilha, sendo bastante frequente nos homens. É uma situação que provoca muito desconforto, pois costuma desencadear dor e outros sintomas.

Apesar de ser uma doença causada pela locomoção de uma parte do intestino, existem tratamentos que ajudam a reverter o quadro e devolver a saúde da pessoa. Além disso, também é importante ter certos cuidados para que não haja complicações.

Assim, para você entender mais sobre isso, neste artigo vamos mostrar o que causa esse tipo de hérnia e como ela deve ser tratada. Confira!

O que é hérnia inguinal?

Trata-se de uma protuberância que surge na região da virilha devido a uma parte do intestino que sai por meio de um ponto fraco do músculo abdominal.

Existem dois tipos de hérnia:

  • Inguinal indireta: ocorre nos bebês e crianças, fazendo com que um pedaço do intestino entre no saco escrotal;
  • Inguinal direta: mais comum nos adultos, acontece normalmente depois de algum esforço físico exagerado que eleva a pressão na barriga.

Em ambos os casos, o tratamento só deverá ser feito com ajuda de um médico especializado.

Quais são os principais sintomas?

O portador dessa hérnia geralmente apresenta os seguintes sinais:

  • inchaço na virilha;
  • dor ou desconforto na região,
  • principalmente ao se levantar, curvar ou pegar peso;
  • nos homens, a dor pode se espalhar para os testículos;
  • sensação de peso ou pressão.

Nas crianças, é mais difícil de ser diagnosticada, pois pode ser que não ocorra saliência na virilha. Contudo, é possível observar se existe alguma alteração no local quando o bebê chora, deixando o problema mais visível.

Em quase todas as situações, o médico pode empurrar a parte do intestino de volta para dentro do abdômen. Isso faz com que os sintomas desapareçam. No entanto, é um procedimento superficial que não corrige o problema.

Quando a protuberância não volta para o interior, aumenta o risco de encarceramento, fazendo com que o pedaço do intestino fique preso, levando os tecidos à falência. Com isso, outros sinais podem surgir, como:

  • dor mais intensa;
  • vômitos;
  • distensão abdominal;
  • ausência de fezes.

Quais as causas?

A hérnia acontece quando a região muscular do abdômen fica enfraquecida, permitindo que o intestino pressione os músculos, saindo do lugar. As paredes se tornam fracas quando:

  • existe pressão devido a uma tosse ou prisão de ventre;
  • há defeitos cognitivos;
  • a pessoa é portadora de doenças pulmonares, cardiovasculares ou intestinais.

Qual é o tratamento?

Para tratar a hérnia, é necessária uma intervenção cirúrgica, chamada de hernioplastia inguinal, feita com anestesia local ou raquidiana.

O procedimento pode ser aberto, por meio de um corte na altura da saliência, fazendo com que o pedaço que está para fora seja colocado novamente no local, ou por laparoscopia, exigindo apenas três pequenos cortes.

A hérnia inguinal pode atrapalhar a vida da pessoa, mas, recebendo os cuidados certos, é possível ter mais qualidade de vida, longe de qualquer anomalia.

Quer saber mais? Clique no banner!

Cirurgião Bariátrico e Metabólico no Rio de Janeiro​

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp