COMO SE PREPARAR PARA CIRURGIA BARIÁTRICA

O paciente candidato precisa ter o entendimento que a preparação para a cirurgia bariátrica é muito importante para o sucesso do pós-operatório, resultando em perda efetiva de peso melhor qualidade de vida  e sua manutenção em longo prazo.

Por isso, a avaliação do paciente para a cirurgia bariátrica deve ser realizada por uma equipe multidisciplinar e de modo bem detalhado. Desta forma, é possível identificar de forma adequada qualquer fato que venha prejudicar o resultado positivo da cirurgia.

O aprimoramento de técnicas e a aplicação de novas tecnologias permitiram que as cirurgias sejam mais seguras, rápidas e eficientes. Contudo, tem aumentado o número de pacientes em busca do tratamento cirúrgico da obesidade, a fim de melhorar a qualidade de vida após o tratamento clínico não ter gerado o sucesso esperado..

A Cirurgia Bariátrica

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) o Brasil é o segundo país no mundo que mais realiza cirurgias bariátricas, com 80 mil procedimentos realizados por ano.

A SBCBM, em conjunto com as Sociedades Brasileira de Diabetes e Endocrinologia (SBDE) estão buscando formas de submeter ao Conselho Federal de Medicina novas alternativas para indicação operatória baseadas na gravidade do paciente e não somente no IMC (Índice de Massa Corporal). Isso é baseado em diversos estudos nacionais e internacionais que demonstraram maior benefício das cirurgias bariátricas e metabólicas em relação aos tratamentos clínicos.

 É fundamental fazer uma análise rigorosa das condições de saúde do paciente, qualificação do cirurgião, estrutura hospitalar, técnica utilizada, além do acompanhamento multidisciplinar.

Cuidados na preparação para a cirurgia bariátrica

A preparação para a cirurgia bariátrica tem a finalidade de incentivar o emagrecimento até o dia do procedimento, além de detectar as principais complicações referente à nutrição, iniciar o processo de mudanças comportamentais e esclarecer e informar sobre os benefícios, riscos e consequências da operação.

O paciente deve ser submetido a uma entrevista bem completa. Nela, o médico deve colher informações do paciente referente à história evolutiva do peso, a identificação dos fatores que contribuem para o ganho de peso, bem como, o uso de medicamentos e de doenças associadas. Seguindo com os dados de doenças e cirurgias pregressas, a história de obesidade na família, distúrbios psicológicos, nutricional e social, além da prática de atividade física. Da mesma forma, deve-se detalhar o exame físico (antropométrico).

7 dicas para ter uma boa preparação para a cirurgia bariátrica:

cirurgia bariátrica

De acordo com a SBCBM, algumas práticas ajudam no preparo adequado antes da cirurgia, sendo elas é fundamental para determinar as chances de sucesso do pós-operatório. Conheça agora quais são:

1- É imprescindível conhecer o histórico do cirurgião e verificar se ele é membro da SBCBM. A consulta pode ser feita no site da Sociedade.

2- Saber se ele atua com equipe multidisciplinar que auxiliará no preparo e orientações pré-cirurgia e também por todo o acompanhamento pós-cirurgia.

3- Também é importante saber qual a técnica que será utilizada na cirurgia. Ela deve constar na resolução 1766-05 do Conselho Federal de Medicina, que regulamenta a cirurgia bariátrica no Brasil.

4- Se possível, visite o local (hospital ou clínica) onde será realizada a cirurgia.

5- Realizar todo o protocolo de exames pré-operatórios.

6- É recomendado que o paciente emagreça cerca de 5% a 10% de seu peso antes da cirurgia para melhorar sua condição clínica. Isso aumenta a segurança na operação.

7- O paciente deve passar por consulta pré-anestésica para o médico rever os exames e a avaliação clínica já feita. Essa consulta tem a finalidade de prevenir quaisquer problemas durante a cirurgia.

Conclusão

Por fim, vale ressaltar também, a importância do paciente ser orientado antes da operação sobre seu pós-operatório. Desta forma, deve-se conversar de forma detalhada com a nutricionista e outros profissionais que estarão envolvidos no seu cuidado, como endocrinologistas ou outros especialistas, dependendo das doenças associadas à obesidade, como diabetes e hipertensão.

Em suma, podemos afirmar que cirurgia bariátrica e metabólica, quando bem indicada, é a melhor opção para o tratamento da obesidade e das doenças associadas – nos casos em que o tratamento clínico não alcançou o sucesso desejado -, gerando resultados satisfatórios e uma melhora significativa da qualidade de vida do paciente.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp