redução de estômago

Qualquer pessoa pode realizar a redução de estômago?

A cirurgia de redução de estômago revolucionou a medicina, no que se refere ao tratamento da obesidade. Porém, esse é um procedimento complexo, com riscos, possibilidades de insucesso e que exige grande comprometimento do paciente. Por isso, não é indicado para todas as pessoas. Não sabia? Pois é, existem requisitos que precisam ser preenchidos para que alguém seja considerado apto a realizar a cirurgia. Sabe quais são? Continue a leitura e descubra. Apesar de não se aplicar em todos os casos, a cirurgia bariátrica é conhecida como o procedimento para redução de estômago em função do seu objetivo. A maioria das pessoas, realiza a técnica de bypass gástrico que consiste em diminuir o tamanho do órgão.

Como funciona a cirurgia de redução de estômago?

Esse procedimento não deve ser considerado como uma solução milagrosa para a redução de peso. Isso porque o emagrecimento ocorre pela junção da cirurgia com o comprometimento do paciente para cumprir as orientações do pós-operatório. O Conselho Federal de Medicina (CFM) regulamentou quatro tipos de técnicas de cirurgia bariátrica, sendo eles a gastroplastia em Y de Roux (GYR), a gastrectomia vertical (GV), a derivação biliopancreática (DBP) e a banda gástrica ajustável. A gastroplastia em Y de Roux, ou bypass gástrico, é a técnica mais realizada no Brasil e consiste na redução da capacidade do estômago. Essa técnica também altera o trânsito do intestino, em formato de Y, para que haja um aumento dos hormônios da saciedade.  A gastrectomia vertical, ou sleeve, promove a redução de 70% do estômago, transformando-o em um tubo de, no máximo, 100 ml de volume e reduzindo a presença de grelina, o hormônio do apetite. Na derivação biliopancreática, o paciente tem 85% do seu estômago retirado e o seu intestino é desviado. Essa técnica é indicada para pacientes que possuam um grau elevado de obesidade. A banda gástrica é um dispositivo de silicone que é inserido no início do estômago. Esse objeto é conectado a um reservatório no qual é injetado água destilada para estreitar ainda mais o órgão ou para aliviá-lo.

Quem pode fazer a cirurgia?

Como mencionado anteriormente, a cirurgia de redução de estômago não está disponível para todas as pessoas. Existem indicações e contraindicações para o procedimento. Possuem indicação para realizar a cirurgia:
  • Indivíduos que tenham o Índice de Massa Corporal (IMC) maior ou igual a 40;
  • Indivíduos com o IMC maior ou igual a 35, desde que  já tenham desenvolvido alguma complicação em função da doença, como por exemplo, diabetes, hipertensão, apneia do sono, aumento do nível de colesterol e de triglicerídeos ou problemas articulares;
  • Pessoas maiores de 18 anos e menores de 70 anos de idade;
  • Os idosos ou pessoas de idade menor ou igual a 16 anos, desde que possuam evidente risco de vida por conta da obesidade;
  • Pacientes de obesidade mórbida ou grave com tratamento clínico insatisfatório por, pelo menos, dois anos;
  • Pessoas que não façam uso de drogas ilícitas ou sofram com alcoolismo;
  • Indivíduos que não tenham diagnóstico de doenças psicóticas ou demências graves ou moderadas;
  • Pacientes e familiares que se mostrem comprometidos com o cumprimento das orientações médicas de curto e longo prazo.
Essas normas foram criadas e são regulamentadas pelo CFM por meio da Resolução nº 1.942/2010. O enquadramentos nesses requisitos é observado durante a anamnese e nos resultados dos exames pré-operatórios que são realizados. O objetivo maior dessa normatização é evitar que a cirurgia bariátrica seja vista como uma possível alternativa para o emagrecimento de qualquer pessoa. Além de reduzir os casos de complicações e insucessos do procedimento.  Agora já ficou claro para você que não é qualquer pessoa que está habilitada a realizar a cirurgia de redução de estômago. Quer saber mais? Clique no banner!
Cirurgião Bariátrico e Metabólico no Rio de Janeiro​

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp